Avaliação das informações sobre síndrome de Down na internet brasileira

Any Carolina Cardoso Guimarães Vasconceos, Maria Sarah de Macêdo Machado, Sara Oliveira Machado, Tâmisa Seeko Bandeira Honda, Felipe Rodolfo Silva, Daniel Fernando Pereira Vasconcelos

Resumo


A forma mais utilizada de buscar informações sobre a síndrome de Down é pela internet, ocorrendo 41.000 vezes/mês no Google. Diante disso, objetivou-se avaliar a qualidade, a exatidão das informações e os princípios éticos das páginas da internet brasileira (PIB) sobre síndrome de Down. Avaliaram-se 223 resultados dos buscadores: Google, Yahoo e Bing, em janeiro de 2014, baseando-se nos critérios do Manual de Princípios Éticos para Sites de Medicina e Saúde (MPESMS) do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (CREMESP). Observou-se que: 30,50% possuíram fins de serviços; 28,32%, educativos; 20,92%, publicitários e 20,26%, comerciais. Apenas 22,86% das PIB apresentaram referências bibliográficas e apenas 1,79% tinha profissional com registro em algum conselho de classe. Concluiu-se que as PIB avaliadas relacionados ao tema "Síndrome de Down" divulgaram conteúdo insuficiente quanto à qualidade da informação, não disponibilizando informações confiáveis aos profissionais da saúde e usuários da internet interessados no tema.


Palavras-chave


Educação médica; Análise ética; Internet

Texto completo: PDF


Journal of Health Informatics - ISSN 2175-4411
Rua Tenente Gomes Ribeiro, 57 - sala 33 CEP 04038-040 São Paulo - SP - Brasil
Tel./Fax: + 55 11 3791 3343 - E-mail: jhi@sbis.org.br