Programa de educação permanente para o uso do prontuário eletrônico do paciente na enfermagem

Rosane Barreto Cardoso, Beatriz Jansen Ferreira, Wolney Andrade Martins, Sérgio Bassalo Paludeto

Resumo


Objetivo: O presente artigo teve como objetivo avaliar um Programa de Educação Permanente para equipe de enfermagem para o uso do Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP). Método: Foi realizada análise retrospectiva de 95 testes e questionários preenchidos por novos colaboradores após o treinamento, no período de fevereiro a junho de 2014. Foi aplicado o teste de Mann-Whitney para avaliar a relação da nota dos testes com variáveis qualitativas. Resultados: Fatores como gênero, idade e ter experiência anterior com PEP não promoveram melhora no desempenho do uso do PEP.  Possuir graduação e ter domínio em informática influenciaram na percepção de melhoria do desempenho. Conclusão: Assim, salienta-se a necessidade de as instituições da saúde adotarem políticas que contribuam para a qualificação de seus profissionais.

Palavras-chave


Informática em Enfermagem; Educação Permanente; Prontuário Eletrônico

Texto completo: PDF


Journal of Health Informatics - ISSN 2175-4411
Rua Tenente Gomes Ribeiro, 57 - sala 33 CEP 04038-040 São Paulo - SP - Brasil
Tel./Fax: + 55 11 3791 3343 - E-mail: jhi@sbis.org.br