Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP) na Educação Médica: benefícios e preocupações

Ana Maria Pereira Rangel, Miriam Struchiner

Resumo


Objetivo: Este artigo busca identificar quais os principais benefícios e as preocupações com o uso do Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP) na educação médica. Método: Utilizou-se uma revisão sistemática da literatura em periódicos dos Portais CAPES e BVS, publicados entre 2009-2019. Resultados: Os principais benefícios estão relacionados ao processo de ensino-aprendizagem, com a facilidade e rapidez de acesso às informações dos pacientes que têm contribuído para o desenvolvimento do raciocínio clínico e o feedback dos preceptores sob as informações inseridas pelos alunos no PEP. A maior parte das preocupações está relacionada a questões institucionais com infraestrutura de tecnologia da informação e custos com licenças de uso do PEP pelos discentes. Conclusão: Este estudo apresenta aspectos do PEP que podem contribuir para o desenvolvimento de competências e habilidades clínicas nos discentes, quando utilizam a plataforma digital nas unidades de prática clínica.


Palavras-chave


Registro Eletrônico do Paciente; Educação Médica; Tecnologia de Informação em Saúde

Texto completo: PDF


Journal of Health Informatics - ISSN 2175-4411
Rua Tenente Gomes Ribeiro, 57 - sala 33 CEP 04038-040 São Paulo - SP - Brasil
Tel./Fax: + 55 11 3791 3343 - E-mail: jhi@sbis.org.br